Bolsonaro aponta crimes de responsabilidade na suprema corte

A seguir análise de Alessandre Argolo (@AArgolo2), publicado originalmente no Twitter em 22/08/2021.

Estou acompanhando com muito interesse a questão do pedido de impeachment do ministro do STF, Alexandre de Moraes, apresentado pelo Bolsonaro. Esse caso permite muitas lições. A primeira delas é que não se deve subestimar as pessoas, mesmo quando se tem poder.

Todo mundo viu que o inquérito 4781 era estranho e destoava do sistema acusatório penal fundado pela Constituição de 1988. Não é nem tanto o fato do STF poder abrir inquérito. O problema é da investigação específica desse Inquérito 4781, que falava em crimes contra os ministros.

O que fizeram? Abriram um inquérito policial para investigar crimes como injúria, calúnia, difamação, denunciação caluniosa etc praticados contra os ministros do STF. E colocaram um dos ministros para presidir o Inquérito, que passou a proferir decisões, inclusive sobre prisões.

A consequência política desse erro para o STF é muito grave. Hoje, o STF é refém político do Senado. Bolsonaro acusou o Ministro Alexandre de Moraes, que preside o Inquérito 4781, de praticar crime de responsabilidade quando julgou sendo suspeito, pois era parte interessada.

Sinto muito reconhecer isso, mas o Bolsonaro tem total razão quando pede o impeachment do Alexandre de Moraes por julgar uma causa em que ele era pessoal e diretamente interessado. Isso é crime de responsabilidade previsto na Lei 1079/1950. A consequência disso é gravíssima.

Se o Senado não acolher o impeachment do Alexandre de Moraes, Bolsonaro tem o argumento necessário para pedir intervenção militar. Ele poderá alegar que tanto o Senado quanto o STF estão descumprindo as leis e a Constituição Federal. Veja a merda que fizeram.

Bolsonaro todo o tempo fala na petição num tom de quem tentou evitar chegar a esse ponto. É como se ele estivesse dizendo: “tentei governar respeitando vcs e vcs não me respeitaram, por isso vou agora foder com vcs”. É isso o que o impeachment significa. Bolsonaro deu um xeque.

A estratégia desse pedido de impeachment é tipicamente militar. Foi bem pensada. Por isso vejo hoje juristas como Lenio Streck batendo cabeça e falando bobagens, usando argumentos inválidos para atacar o pedido de impeachment, sem saber como defender o STF.

Lenio Streck, em entrevista à William Wack, até tentou disfarçar a preocupação, tentando mostrar serenidade mas não conseguiu. Nas entrelinhas, ficou claro o desespero quando ele chegou a dizer que o Bolsonaro praticou crime de responsabilidade com o pedido de impeachment.

O país vive hoje uma situação muito clara de divisão institucional. De um lado, o Executivo, as FAs e a Câmara dos Deputados. Do outro lado, o STF e o Senado. Nesse conflito institucional, o lado do Executivo leva vantagem, porque não há como atingi-lo sem passar pela Câmara e FA

É certo que não há como atingir os ministros do STF sem passar pelo Senado. No entanto, o Executivo pode acionar as Forças Armadas (FA) e intervir militarmente no Senado e no STF. O diferencial aí é o apoio que o Bolsonaro tem nas Forças Armadas e na Câmara dos Deputados.

Publicado em Política Nacional | Marcado com , , | Deixe um comentário

Bolsonaro versus o sistema corrupto

Na publicação que segue, Filipe G. Martins, Assessor Especial para Assuntos Internacionais do Presidente Jair Bolsonaro expõe de forma resumida, clara e dura o enfrentamento em curso entre o Presidente da República e o establishment, termo que se refere ao sistema corrupto firmemente entranhado nas instituições do Estado brasileiro.

felipegmartins

1. Clausewitz dizia que a política é a continuação da guerra por outros meios (ou vice e versa) e, em que pese ouvirmos com frequência que isso não passa de uma metáfora inteligente, acredito que o general prussiano nos ofereceu uma das descrições mais exatas da política moderna.

2. A política normalmente se reveste de um manto de civilidade que, apesar de estar brutalmente distante da realidade e talvez justamente por isso, serve apenas para encobrir sua verdadeira natureza e impedir que as pessoas comuns enxerguem além das aparências e externalidades.

3. Normalmente a polidez e a afetação de escândalo e preocupação com as “instituições” servem apenas para ocultar o que está por trás da aparência de normalidade com que os detentores do poder mascaram os meios, mais do que sórdidos, que eles utilizam para se manter no poder.

4. E que meios são esses? Basta lembrar de nossa história recente: a mentira, a dissimulação, a trapaça, a manipulação, o assassinato de reputações, a censura, o controle hegemônico da informação, a corrupção, o homicídio, a associação com o banditismo… a lista é infindável.

5. Essa realidade oculta é exposta quando surgem novas forças políticas porque, quando o são de fato novas, estas forças surgem sempre como expressão de um grupo de outsiders que jamais será capaz de chegar ao poder se aceitar esse jogo de aparências sem desmascará-lo.

6. A vitória de um outsider só ocorre quando ele é capaz de remover o véu e expor publicamente a violência e a feiura escondidas por trás dessa tática de ocultação, revelando as condições concretas que corroem os próprios valores que o establishment dissimuladamente diz defender.

7. No Brasil não foi diferente. Com a chegada de Bolsonaro à Presidência, começamos a ter um vislumbre do sórdido jogo de ocultação que permitiu à esquerda estabelecer sua hegemonia, aparelhar as instituições e se amalgamar com aqueles que nos dominam política e estatutariamente.

8. Eis o grande drama do nosso momento histórico: o PR Bolsonaro chegou onde chegou por expor sem pudor a podridão do establishment, mas, agora, muitos exigem que ele adote uma linguagem apaziguadora e afague o establishment para, em troca, poder exercer seu direito de governar.

9. Acontece que esse direito não foi dado a ele pelo establishment, que o despreza e deseja destruí-lo, mas pelo povo, que o elegeu justamente para limpar a política nacional dos males que, durante toda a sua vida, ele expôs e denunciou de forma crua e direta.

10. Caso aceite o jogo de aparências para agradar aqueles que querem negar aos conservadores que apoiam o governo até o direito de existir, o PR terá dificuldades para cumprir o que o povo espera dele. Caso cumpra o que o povo espera dele, não terá como agradar o establishment.

11. Só será possível avançar se fizermos da denúncia da natureza vil do poder do establishment a nossa maior arma e esmagarmos as aparências, deixando de lado as notinhas polidas e expusermos de modo claro e direto os métodos criminosos que muitos usam para se manter no poder.

12. Não dá mais para tratar como amigo da democracia quem, do topo de uma pilha de crimes, recorre a palavras polidas para disfarçar seus ataques a direitos fundamentais e a outros pilares que sustentam o regime democrático.

13. É hora de escancarar as entranhas do poder e exibir toda a podridão daqueles que agem e falam como se fossem a voz da moderação, da razoabilidade e da defesa da democracia. Isso não será feito com notas e tapinha nas costas, mas com a exposição nua e crua da realidade.

Filipe G. Martins é Professor de Política Internacional, analista político, e Assessor Especial para Assuntos Internacionais do Presidente Jair Bolsonaro.

Texto originalmente publicado no Twitter em 14/06/2020.

Publicado em Política Nacional | Marcado com , , | Deixe um comentário

Mais uma agressão as leis e a democracia

Alguns imbecis afirmam: “quem não deve, não teme”, sobre os pedidos de quebra de sigilo da CPI de jornalista e produtores independentes de conteúdo. Um princípio basilar do Estado de Direito é justamente a proteção de prerrogativas individuais, como os sigilos.

A quebra de sigilos só pode ser justificada com evidências claras de crimes sendo cometidos. Não é justificativa a discordância de opinião, pois nesse caso, um grupo político pode usar o peso do Estado para perseguir seus adversários, exatamente o que ocorre em ditaduras.

Nos últimos meses, temos observados membros do Judiciário e do Legislativo utilizando seus poderes não só para perseguir seus críticos e opositores, mas impedir investigações sobre acusações que recaem sobre eles, chegando ao ponto de ANULAR processos onde os crimes são óbvios.

Membros da alta cúpula do Judiciário foram alvo de várias delações, que foram sumariamente ARQUIVADAS. Membros do Congresso foram pegos operando o maior esquema de corrupção da história. Quase todos foram soltos e o chefe do esquema teve seus processos anulados.

Além de passar a fazer leis para se proteger, e impedir qualquer nova investigação, parlamentares passaram a se organizar para perseguir quem aponta os seus crimes nas redes sociais, a quem eles chamam de “milicianos digitais” e produtores de “fake news”.

Numa verdadeira jogada ensaiada, CPI da Fake News produziu uma série de acusações risíveis, no que se transformou numa perseguição policial, gerenciada pelo Judiciário, em clara afronta ao Estado de Direito, que impede um juiz de ser vítima, acusador, investigador e julgador!

A CPI da Pandemia usa a mesma lógica para perseguir seus principais críticos e constranger não só apoiadores do governo, mas qualquer influenciador que não esteja alinhado com a agenda do establishment. O objetivo é levar o maior ladrão da história de volta à presidência.

Tudo isso ocorre sob aplausos da imprensa “profissional”, que hoje não passa de órgão de propaganda do establishment. Os militantes de redação precisam derrubar esse governo para voltar a mamar nas verbas BILIONÁRIAS, além de ser alinhados ideologicamente à esquerda.

Concluindo, num regime de exceção, quem não deve, TEME, porque os Poderes não seguem mais ritos legais, ou tem como objetivo o bem comum. Há apenas a instrumentalização do Estado para perseguir qualquer adversário dos donos do poder. É isso que estamos vivendo no Brasil.

Leandro Ruschel

Publicado no Twitter em 01/08/2021

Publicado em Política Nacional | Marcado com , , , | Deixe um comentário

As críticas de um morador de rua sobre a corrupção no Brasil e o STF

Reproduzo aqui no site um texto muito interessante e esclarecedor do diálogo entre o professor de Direito Constitucional Ives Gandra da Silva Martins. O texto foi originalmente publicado no site Consultor Jurídico cujo link está disponível no final da publicação.

ives_gandra

Ao despedir-se do país, o embaixador americano Tedd Chapman declarou que o câncer do Brasil é a corrupção.

Um morador de rua das proximidades da Igreja Nossa Senhora do Brasil, em São Paulo, alguns dias atrás, criticou-me duramente, quando eu saía do templo, por elogiar os ministros do Supremo Tribunal Federal.

Respondi-lhe, com delicadeza e um sorriso, que também os criticava em algumas decisões pela interpretação que davam à Constituição, ao que retrucou: “Sei disso, mas a verdade é que são todos favoráveis à corrupção”.

O cidadão chama-se Santos e o tenho visto algumas vezes na missa, sendo bem articulado, embora de gestos severos, quase bruscos, quando fala, apesar de respeitoso.

Mantivemos um breve diálogo em que demonstrou um inconformismo não só com o STF, mas com os políticos em geral, que tripudiaram sobre o povo, enriquecendo-se, no poder, com a corrupção.

O diálogo com Santos levou-me a mais uma vez pensar em como não é fácil explicar ao povo, à luz de interpretações elásticas da Suprema Corte, por que o assalto ao dinheiro público não é punido, sendo que os personagens envolvidos continuam sendo prestigiados pela imprensa e por toda a burocracia brasiliense como heróis nacionais.

É uma verdade inquestionável que o “mensalão” e o “petrolão” existiram. Dinheiro — e não pouco — foi devolvido por muitos que se beneficiaram da corrupção, mas os personagens envolvidos gozam de prestígio, habilitados, por proteção judicial, a concorrer a eleições e a comandar investigações no Legislativo. Como explicar ao povo que tal realidade não só é legal, como legítima?

Os estados foram autorizados, em abril do ano passado, pelo STF, contra o disposto no artigo 21, inciso XVIII, da Lei Suprema, que dá competência exclusiva à União de planejar e promover o combate a calamidades públicas, a combater a Covid-19 como quisessem. Receberam recursos vultosos da União. Abriu-se uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para conhecer se houve ou não corrupção ou desídia no combate à pandemia. A Suprema Corte, entretanto, não permitiu que os governadores que receberam recursos da União e foram autorizados a combater como desejassem a moléstia participassem da CPI, tornando-a, no máximo, uma comissão da meia verdade. Sem fazer um juízo de valor sobre o espirito cívico de magistrados e senadores, é compreensível que o povo possa entender que a Suprema Corte e o Congresso estão mais interessados em derrubar o governo do que apurar a verdade, na medida em que não se interessam em saber como o dinheiro enviado pela União foi empregado em cada unidade da federação, quando já houve inclusive governadores envolvidos em escândalos e possíveis irregularidades.

O país vive momentos de recuperação econômica, mas o mundo, sem exceção, está para repensar o desenvolvimento econômico, com uma inflação global e, no Brasil, acima do teto da meta programada, o que afeta particularmente o segmento social mais desprovido de recursos. Como explicar a aprovação de um fundo eleitoral de quase R$ 6 bilhões para alavancar carreiras políticas, que é, segundo a mídia, o maior fundo eleitoral dos 193 países com assento na Organização das Nações Unidas (ONU)?

A Argentina tem urnas eletrônicas para eleições de terceira geração. Dos 193 países que votam na ONU, apenas Brasil, Bangladesh e Butão, segundo a CCJ da Câmara dos Deputados, usam as urnas eletrônicas de primeira geração, em que o eleitor apenas vê na tela o nome que escolheu e o confirma. Propõe-se a adoção de urnas eletrônicas de segunda geração, em que o eleitor terá o comprovante do voto, e não apenas a visualização na tela. Embora inferior à urna argentina, mais avançada tecnologicamente, é superior às nossas urnas atuais, rejeitadas por quase todos os países do mundo. Desinforma-se, todavia, o povo declarando que seria um retrocesso sua adoção, pois seria a volta ao voto impresso!!! A quem interessa a não explicação de que a urna eletrônica auditável é um avanço, e não um retrocesso?

A crítica que recebi de um morador de rua, pelo meu hábito de defender ideias, sem atacar pessoas, pois numa democracia o diálogo é que gera o consenso possível, fez-me, todavia, pensar em por que um país com o potencial do Brasil não cresce na velocidade que merece, embora o faça em alguns setores, como o da agropecuária, como exemplo. É que o bem comum da população é menos relevante que o bem pessoal e os privilégios dos detentores do poder.

Como velho professor de Direito Constitucional, todavia, tenho a absoluta convicção de que a democracia brasileira é bem mais forte do que pensam os arautos do caos e não corre nenhum risco de ser maculada, nada obstante os cidadãos que povoam os três poderes da República.

Fonte original: ConJur – Opinião: As críticas de um morador de rua sobre corrupção e STF

Publicado em Política Nacional | Marcado com , , | Deixe um comentário

O insustentável custo de nossa indiferença

Publico a seguir um texto de Roberto Motta, originalmente publicado no site do autor cujo link está disponível na figura ao final desta publicação. Trata-se de um exemplo simples, prático e direto de como ocorre o verdadeiro genocídio perpetrado pelos adeptos da ideologia esquerdista implantada no Brasil.

seguranca_publica

Muita gente boa ainda acha que “essa história de esquerda e direita” é uma bobagem.

“Basta os 2 lados sentarem e conversarem”, dizem alguns, como se fosse um debate acadêmico.

Eu também já pensei assim.

Sabe o que mudou minha cabeça?

A realidade da segurança pública brasileira.

Descobri que há décadas nosso sistema de justiça criminal vem sendo destruído.

O cidadão está cada vez mais indefeso, a polícia mais acuada, a justiça mais aparelhada e os criminosos cada vez mais protegidos, organizados e ousados.

Tudo isso é resultado do trabalho incansável de ativistas e políticos de esquerda, em todas as esferas da sociedade – das escolas infantis às faculdades de Direito, das ONGs de “Direitos Humanos” aos “coletivos” que atacam a polícia e constroem “memoriais” para bandidos mortos, das novelas que humanizam e glorificam traficantes ao noticiário que ataca a polícia diariamente.

Nada explica melhor o que está acontecendo do que o caso do assassino sádico de Goiás.

Continuar lendo
Publicado em educação | Marcado com , , | Deixe um comentário

Progressismo: mais um embuste para ingênuos

tu falso progresismo

Segue um texto curtinho de Roberto Motta. Simples e direto ao ponto. Para quem está acostumado a aderir aos modismos sem observar o processo de manipulação que está por trás, o texto será bem esclarecedor:

Alguém pode ser “liberal na economia” e “progressista nos costumes” ? Poder, pode. Mas não faz sentido algum. Por que? A resposta é óbvia: “Progressismo” é um nome fantasia para socialismo. Quem apoia “progressismo”, leva o pacote socialista completo.

A essência do socialismo é o domínio da economia pelo Estado. Nada mais anti-liberal. Explicando de novo: o “progressismo” finge adotar pautas de defesa de minorias e do meio-ambiente como pura estratégia de tomada de poder. Isso está fartamente documentado.

Quando os socialistas chegam ao poder – como na União Soviética, China, Camboja, Coreia do Norte, Cuba ou Venezuela – esse “progresso” acaba instantaneamente.

Explique isso para o seu amigo inocente do Leblon ou Faria Luler, que quer o livre mercado mas apoia Antifas e Black Lives Matter. Não existe coletivismo do bem. Ninguém matou mais comunistas do que Stálin.

Fascismo é uma ideologia totalitária, originada do comunismo. As duas ideologias endeusam o Estado e esmagam o indivíduo. Nazismo é uma manifestação do fascismo baseada na ideia de supremacia racial.

Comunismo, fascismo e nazismo são variantes do mesmo vírus totalitário, fraudulento, destruidor, pervertido e assassino.

Inexplicavelmente, apesar dos milhões de cadáveres que produziram, o comunismo – principalmente disfarçado em suas variantes “socialismo” e “progressismo” – continua infectando corações e mentes.

Pior: os adeptos do comunismo foram treinados a chamar qualquer um que os enfrente de “fascistas” e “nazistas”.

Agindo assim, cometem um triplo crime: acusam os outros da perversão totalitária que eles mesmos praticam, ofendem os milhões de vítimas do totalitarismo comuno-fascista e promovem o linchamento público como arma de guerra política.

A verdade é que nada é mais parecido com um comunista do que um fascista. E isso, meus amigos, é uma verdade evidente, inconveniente e – para quem vive de propagar mentiras assassinas – insuportável.

Roberto Motta – publicado 5:31 PM · 24 de jul de 2021·Twitter for iPhone

Publicado em educação | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Progressismo: mais um nome fantasia para comunismo

Os conspiradores comunistas estão sempre inovando nos métodos de subversão dos valores das sociedades para desunir as pessoas e facilitar a implantação de sua agenda tirânica. No início gostavam de se apresentar como socialistas, defensores dos trabalhadores. Nada mais falso. Apenas promoviam os conflitos de classes e a desagregação social.

progressismo

Mesmo quando alcançavam o poder os trabalhadores continuavam pobres. Basta olhar para exemplos clássicos dos regimes opressivos que existiram nos países da Europa Oriental. Só se libertaram da tirania porque houve a implosão da falida União Soviética e por consequência o colapso dos regimes satélites. Todos os povos que se permitiram manipular por suas mentiras caíram sob regimes tirânicos. Muitos ainda hoje estão escravizados e dificilmente conseguirão se libertar da opressão. A Venezuela é o exemplo mais recente. A Argentina segue a rota planejada.

Mas voltando ao “progressismo”, mais um nome pomposo para iludir os desavisados que acham que aderindo estarão na moda, segue um texto curtinho, simples e direto de Roberto Motta que bem demonstra parte das táticas de desagregação social que vem sendo aplicadas.

Raimundo Oliveira

Texto publicado no Twitter em 25 de julho 2021:

Alguém comenta: “liberais na economia não precisam ser conservadores nos costumes. Liberais na economia devem ser liberais nos costumes, nada mais natural”. Mas o que significa ser “liberal nos costumes” ?

Não se intrometer na vida dos outros? Bom: isso é um dos princípios básicos do CONSERVADORISMO. Muitos acham que ser “liberal nos costumes” é ser “progressista”. Mas o “progressismo” é o MAIOR PROMOTOR DE INTERVENÇÃO nas nossas vidas.

O “progressismo” quer mudar o número dos gêneros, o uso de banheiros, o critério de admissão em universidades e empresas (usando “cotas”), o direito à propriedade e o direito à legítima defesa.

Para os “progressistas” o Estado deve decidir se e quando você deve ficar trancado em casa e se e quando você pode trabalhar ou abrir a sua loja. O “progressismo” CRIMINALIZOU o trabalho e os negócios.

Foi o “progressismo” que, ao mesmo tempo, soltou mais de QUARENTA MIL criminosos presos, em nome da “saúde”. O “progressismo” quer até MANDAR NO SEU CORPO, tornando obrigatória – sob pena de ostracismo – a ingestão de substâncias com efeitos imprevisíveis em seu organismo.

O “progressismo” patrulha toda a forma de expressão, censura o que considera politicamente “incorreto” e promove o CANCELAMENTO de toda a dissidência (ou do próprio dissidente). Os “progressistas” querem escolher o número das camisas dos jogadores de futebol.

O “progressismo” decidiu mudar até A NOSSA LINGUAGEM. Se você também acha que essas coisas que citei acima nada têm a ver com liberdade, deixa eu te dizer isso:
A única corrente de pensamento que, hoje, realmente defende a liberdade nos planos econômico e “de costumes” – e que se opõe à utilização desenfreada do poder estatal para oprimir o indivíduo – chama-se CONSERVADORISMO.

Isso – claro – é algo que os “progressistas” da geração Paulo Freire, com sua idolatria a YouTubers imberbes e radicais violentos, vai fazer de tudo para esconder de você. Mas a gente explica.

Roberto Motta – 10:37 AM · 25 de jul de 2021·Twitter for iPhone

Publicado em educação | Marcado com , , , | Deixe um comentário

10 Things Foreigners Need To Know About Brazil, But The Media Will Never Tell Them

1-President Bolsonaro was elected with 58 million votes and enjoys overwhelming support from the population and from voters.
His recent motorcades in several major cities have attracted hundreds of thousands of people, in a mass show of support for the government NEVER BEFORE SEEN IN BRAZIL.

2- Bolsonaro is the first President Brazil has had since 1985 who is not a leftist or sympathizer. His election was deemed unacceptable by the Left who, as soon as the vote count ended, swore to raise hell and to stop at nothing to remove him from power.

3- Former president Lula was indicted for many crimes and sentenced by different courts to a prison term. In a shocking and incomprehensible reversal he was let out of prison, all his convictions were annulled and the judge who sentenced him – Sergio Moro – was called biased. Most Brazilians see this as a travesty of justice and a politically-motivated violation of the Rule of Law carried out to place a convicted criminal in next year’s presidential race.

4- Life is pretty much back to normal now. People are working, going to school, traveling, going to bars, malls, restaurants, movies, hotels and beaches. The “stay at home” time is gone.

5- In recent months a congressman, a journalist and several demonstrators were illegally arrested just because of their political opinions. None of the arrests were ordered by the President.

6- Over 40,000 inmates, most of them convicted of violent crimes, were let out of prison all over Brazil for “humanitarian reasons” during the pandemic. Many have killed after being released.

7- Police operations in the 1,400+ slums of Rio de Janeiro – all held by drug-lords or gangsters – have been suspended by court order since June 2020.

8- Brazil has an electronic, country-wide black-box-type voting system which is centrally controlled by an Elections Court. This court regulates the elections, enforces the regulations, runs the voting operations, tallies the votes and resolves disputes.
Brazilians want the voting system to be auditable. The Elections Court is fighting this request tooth and nail.

9- Big media has lost all credibility. They have spent the last year and a half drumming up fear in the population and presenting viewers and readers with a skewed view of reality created with the sole purpose of removing the President from power.

10- Supporters of the President have been intensely harassed, hit with bizarre secret court investigations, banned from social networks, subpoenaed by Congress inquiry commitees and vilified on national TV for the unforgivable crime of expressing their support for the President.

Please help me get the truth out by replicating this thread.

Thank you.

Roberto Motta.

Link to the original publication:

Roberto Motta no Twitter: “4. Life is pretty much back to normal now. People are working, going to school, traveling, going to bars, malls, restaurants, movies, hotels and beaches. The “stay at home” time is gone.” / Twitter

Publicado em Política Nacional | Marcado com , , | Deixe um comentário

Bolsonaro pode cometer erros. Mas e nós?

Publicado em Política Nacional | Marcado com , , | Deixe um comentário

Conspiração. O que mais falta inventar?

Para derrubar o governo Bolsonaro a extrema esquerda conspiradora, associada a bandidos tradicionais da política, já tentou todo tipo de intrigas, invencionices, atentados, golpes, narrativas e mentiras, tudo isso com ampla cooperação de grande parte da mídia corrupta, sedenta por recursos governamentais, senão vejamos:

Continuar lendo
Publicado em Política Nacional | Marcado com , , , | Deixe um comentário

O que o juiz não pode fazer, salvo se for ministro do STF

A atual composição do supremo tribunal federal vem aplicando tantas decisões polêmicas e equivocadas, todas de alto impacto, que os professores de Direito estão com dificuldade para organizar suas aulas de processo penal. Tudo aquilo que não é permitido aos juízes, contraditoriamente vem sendo praticado livremente por alguns ministros da corte, ainda que a legislação não haja estabelecido os procedimentos listados mais abaixo.

A lista de “novidades hermenêuticas” é tão extensa que tomei a liberdade de publicar aqui os respectivos itens, os quais foram organizados pelo professor Rodrigo Régnier Chemim Guimarães e publicados no facebook em 20/05/2021 e atualizados em 28/05/2021.

1. Juiz pode instaurar inquérito? Não, salvo se for ministro do STF;

2. Juiz pode investigar crimes? Não, salvo se for ministro do STF;

3. Juiz que se considera vítima de crime pode conduzir investigação a respeito? Não, salvo se for ministro do STF;

Continuar lendo
Publicado em educação | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Uma imagem vale mais que mil palavras

Esta imagem demonstra a percepção que temos do nível dos políticos corruptos e da esquerda brasileira. Todos conspiradores. Tudo por dinheiro.

Publicado em Opinião | Marcado com , , | Deixe um comentário

Vacinação brasileira contra covid

Segundo o Ministério da Saúde, até 19/03 já foram distribuídas 25,6 milhões de doses contra covid as unidades da federação. Até o final de março mais 4,4 milhões de doses serão entregues, totalizando 30 milhões de doses. Assim, completaremos 15 milhões de pessoas vacinadas, entre elas o pessoal da saúde, os grupos de risco com sérias comorbidades e a maioria dos idosos com mais de 70 anos. A partir do final de março espera-se considerável redução nas internações deste grupo vulnerável.

Em abril está previsto a entrega de mais 48 milhões de doses que resultará em mais de 24 milhões de pessoas vacinadas. Nesta fase a maioria das pessoas com mais de 60 anos e o que sobrar dos grupos de risco estarão vacinados. Espera-se, desta forma, que as internações e a taxa de mortalidade entrem em forte declínio.

Analisando este cenário podemos perceber que a vacinação de março já vai nos trazer um forte impacto positivo. A vacinação de abril será decisiva para controlar a pandemia no Brasil. Teremos no total 39 milhões de pessoas vacinadas.

Em maio serão entregues mais 41 milhões de doses suficiente para vacinar 20,5 milhões de pessoas. Vários outros milhões de doses serão entregues mensalmente até completar mais de 562 milhões de doses em 2021.

A situação não estaria grave se houvesse por parte dos governos foco na proteção a grupos de riscos, efetiva aplicação dos recursos públicos na área da saúde, combinado com tratamento precoce aplicado logo nos primeiros sintomas, antes do agravamento da enfermidade. Muitos médicos já o fazem. Mas precisamos de muito mais. Ainda existe forte resistência, mesmo com as inúmeras evidências já publicadas em revistas científicas e testadas na prática de que diversos medicamentos off label apresentam resultados excelentes na redução da carga viral. Por que tanta resistência?

O que também pode atrapalhar a resolução da crise é a absurda politização da enfermidade por parte da extrema esquerda, combinada com quarentenas radicais que fecham empresas e desempregam aos milhões. Pessoas desesperadas, endividadas, esfomeadas e aglomeradas em casa se tornam presas fáceis de crimes e doenças contribuindo para o agravamento da crise.

Raimundo Oliveira

Cientista Social

Publicado em Opinião | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Pandemia corona

Procurei mas não encontrei alguma prova científica que demonstre que quarentena de pessoas saudáveis seja capaz de impedir a progressão de uma pandemia de vírus.

quarentena

Se lockdown (quarentena) desse resultado todos os países que o fizeram e continuam fazendo deveriam estar com a pandemia controlada e em situação melhor que o Brasil em mortes por milhão de habitantes. Pelo contrário, estão piores. Segue alguns exemplos, segundo posição em 03/03/2021 do site worldometers:

Bélgica – 1.905; Reino Unido – 1.817; Itália – 1.633; Portugal – 1.614; EUA – 1.599; Espanha – 1.502; Peru – 1.409 e França com 1.339 mortes por milhão de habitantes.

A Argentina já está com 1.153 mortes por milhão e com quarentena rigorosa desde março 2020. A economia está destruída e 40% da população já está na pobreza e piorando. Mas continuam insistindo no erro. Até parece que tentar resolver o problema usando o mesmo método fracassado indefinidamente vai trazer resultado diferente em algum momento. A prepotência e a opressão já está custando muito caro ao país.

Continuar lendo
Publicado em Opinião | Marcado com , , , | Deixe um comentário

China comunista e suas práticas

Reproduzo aqui uma série de tweets publicados por Rodrigo da Silva @rodrigosdasilva. O link para a sequência de tweets publicados originalmente em 28/12/20 no Twitter podem ser seguidos através deste link a seguir:

https://twitter.com/rodrigodasilva/status/1343665958578249728

Os tweets são muito interessantes porque dão uma amostra do que é o regime comunista chinês e de como é contraditório que o movimento progressista ocidental, principalmente aqui no Brasil, mostre simpatias pelo regime totalitário chinês. Os tweets revelam comportamentos e atitudes consideradas intoleráveis no Ocidente.

Aproveitando o momento, é interessante esclarecer que progressistas é um termo muito amplo que abrange comunistas, socialistas, social-democratas, a maior parte da grande mídia e esquerdistas em geral. A esquerda está sempre atualizando seus termos, de forma que se mostre mais atrativa ao público e capture a atenção das pessoas, principalmente dos jovens imaturos e assim, garanta a renovação de seus quadros.

Continuar lendo
Publicado em Politica internacional | Marcado com , | Deixe um comentário

A vitória da legalidade

Os ministros do Supremo Tribunal Federal, aqueles quatro que se tornaram especialistas em tomar decisões inconstitucionais, perderam por 6 votos a 5 na recente votação em ação movida pelo PTB, que definiu a impossibilidade de reeleição de Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre para as presidências da Câmara dos Deputados e Senado, respectivamente. A decisão deveria ter sido por 11 a 0 contra a reeleição. O artigo 57 da Constituição é claríssimo em vetar a possibilidade de recondução aos cargos em eleição subsequente. Está escrito em português claro, não há necessidade de interpretação.

Os ministros Gilmar, Lewandowski, Moraes e Toffoli acumulam juntos mais de 50 pedidos de impedimento e que estão muito bem guardados na gaveta do presidente do Senado, que não permitiu a formação de comissões para analisar os pedidos. Por sua vez, Alcolumbre é alvo de três ações no Tribunal Superior Eleitoral e de dois inquéritos no STF envolvendo supostas fraudes de gastos na campanha eleitoral de 2014. Rodrigo Maia, por sua vez, é investigado pela Procuradoria Geral da República e pelo ministro Fachin do STF por supostos pagamento ilegais efetuados pela construtora OAS ao deputado.

Este pequeno panorama demonstra as suspeitas de que um grupo protegia o outro. O tal toma lá dá cá. A derrota na votação é uma vitória do povo, que barrou a possibilidade de reeleição dos dois políticos. Isto abre a janela de oportunidade do Congresso Nacional eleger novos presidentes não enrolados com a justiça. Se isto acontecer as chances de se ver alguns desses ministros do STF enfrentarem as comissões de análise de impeachment do Senado tende a crescer. O simples fato de serem investigados já seria desmoralizante para pessoas com ego enorme e que devem sentir imensa dificuldade até para passar pelo vão das portas. Imagine se conseguirmos impedir dois deles. Seria um santo remédio para a democracia brasileira e para ajustar o comportamento dos demais ministros.

A mudança na Presidência da Câmara, a partir de fevereiro do próximo ano, abre também a possibilidade de se pôr em votação os projetos e as medidas provisórias do governo engavetados por Rodrigo Maia, que tanta falta fazem ao país e que vem atrasando a recuperação econômica, muito prejudicada pela crise do coronavírus chinês. Assim como, também abre a possibilidade de se reapresentar as medidas provisórias relevantes que caducaram por não terem sido colocadas em votação pelo mesmo Rodrigo Maia.


Raimundo Oliveira
Cientista Social

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

A imposição da ideologia de gênero nas escolas

A medida anunciada pelo colégio Franco-Brasileiro do Rio de Janeiro que adotou a neutralização de gênero gramatical em seus espaços formais e informais não é apenas uma ilegal agressão a língua portuguesa, mas é na realidade mais uma tentativa de formalizar a subversiva ideologia de gênero nos espaços de ensino.

Segundo o colégio, adotar um conjunto de operações linguísticas, supostamente neutras, têm por objetivo realizar o enfrentamento ao machismo e ao sexismo no discurso, de forma que se permita a inclusão de pessoas não identificadas com o sistema binário de gênero. Ou seja, a maioria tem que renunciar a sua individualidade, e a sua forma de se expressar para satisfazer a minoria. Por exemplo: O colégio não utilizará mais a expressão queridos alunos, mas sim “querides alunes”.

Pouco importa para a direção do Colégio se a maioria não se identifica com estes termos e se querem ser tratados por aluno ou aluna e se mais alguém quer ser tratado por “alune”. Não existe democracia lá, mas sim a imposição do que acham certo.

São mudanças tão ridículas que não sobrevivem a uma pequena análise. Como eles farão, por exemplo, com a palavra jornalista que pode ser aplicada indistintamente a homens e mulheres, ou seja, aos dois sexos, como também a outras pessoas que se identificam com outros termos. Se o idioma fosse machista os homens seriam chamados de “jornalistos”. Percebem como é incoerente!

Embora pareça algo tolo, este tipo de agressão ao idioma não deve ser ignorado. Não devemos ceder a grupos de pessoas fanatizadas e complexadas, uma pequena elite, que quer impor sua forma de pensar à maioria. Pessoas que não respeitam as famílias e sua respectiva cultura.

Continuar lendo
Publicado em educação, Opinião | Marcado com , , , | Deixe um comentário

A fragilidade das democracias

As eleições americanas de 2020 estão apresentando o resultado perverso de um longo processo de infiltração esquerdista e de subversão da mídia, do partido democrata e das instituições dos Estados Unidos. Fenômeno semelhante se manifesta em diferentes graus nas democracias ocidentais, inclusive no Brasil. O comportamento partidário da mídia americana desde a eleição de Donald Trump em 2016 tem demonstrado claramente o seu grau de radicalização em busca de uma uniformidade de pensamento que atenda sua agenda “progressista”. Nome elegante para práticas que se revelam regressistas. Na medida em que o progressismo corrupto avança, a diversidade de opinião e pensamento vai sendo rapidamente perseguida. Quem não concorda com suas imposições é tachado de fascista, censurado e boicotado, sejam pessoas ou empresas. Uma prova disso está aí para todos verem. O presidente americano está sendo censurado, tanto nas redes sociais quanto na maioria da grande mídia e sendo impedido de expressar suas queixas contra as irregularidades detectadas no corrente processo eleitoral.

Continuar lendo
Publicado em Politica internacional | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Eleições americanas 2020

Donald Trump, presidente americano do partido republicano, ainda tem boas possibilidades de vencer a eleição. Nos Estados ainda indefinidos ele está vencendo ou está até virando o jogo. Fiz as contas as 15 horas de hoje. Senão vejamos:

Georgia – 99% dos votos apurados. Trump está vencendo com apenas 0,2% dos votos (13.539 votos) à frente de Biden. Restam cerca de 48 mil votos para serem apurados.

North Carolina – 94% dos votos apurados. Trump está vencendo com apenas 1,4% dos votos à frente de Biden, ou seja, está a frente com 76.701 votos. Ainda restam cerca de 330 mil votos para serem apurados.

Nevada – 76% dos votos apurados. Biden está vencendo com 11.438 votos, apenas 0,9% dos votos à frente de Trump. O detalhe aqui é que a diferença vem se reduzindo e ainda faltam mais de 290 mil votos para serem apurados.

Pennsylvania – 88% dos votos apurados. Trump está vencendo com apenas 1,8% dos votos à frente de Biden. O democrata vem reduzindo a diferença. A dúvida é se terá folego para eliminar a diferença de 115.071 votos. Biden tem levado vantagem nos centros mais populosos, mas leva desvantagem no restante do Estado. Ainda resta cerca de 750 mil votos para serem apurados. Para vencer Trump seria preciso que mais de 65% dos votos a serem contados fossem para Biden.

Cada Estado tem um número específico de delegados em disputa. Neste momento Trump conquistou 214 votos. Vencendo nestes Estados em disputa, Georgia – 16 votos, North Carolina – 15 votos, Nevada – 6 votos, Pennsylvania – 20 votos. Trump alcançaria 271 votos. 1 a mais que o necessário para vencer a eleição.

Publicado em Politica internacional | Marcado com , , | Deixe um comentário

Coronavírus – uma análise crítica

coronavirus3A quarentena horizontal em curso na luta contra o coronavírus ou covid-19, que vem sendo aplicada a milhões de pessoas que estão impedidas de trabalhar, pode não estar funcionando por um motivo simples. Em algum momento as pessoas precisam sair, comprar comida e resolver algum assunto. Estas pessoas, inevitavelmente, estão se encontrando em diferentes locais com outras pessoas, inclusive com aquelas que estão trabalhando. É impossível parar tudo. Portanto, de alguma forma, uma enorme quantidade de pessoas, tanto as que estão trabalhando quanto as que não, estão entrando em contato com o vírus, que é então transportado por todas estas pessoas para as respectivas residências e transmitido aos familiares, inclusive aqueles do grupo de risco. Isso poderia explicar porque tantas pessoas mais vulneráveis estão adoecendo e porque este tipo de quarentena não está funcionando.

Em minha opinião, parecida com a de muitas outras, todas estas pessoas do grupo de risco deveriam estar sendo protegidas e todas as demais deveriam estar trabalhando normalmente, praticando o distanciamento social para reduzir a velocidade da contaminação, usando máscaras em ônibus, trens e metrô, além de praticar todas as medidas de higiene já recomendadas. Quando estivessem trabalhando ficariam mais tempo fora de suas residências e mais tempo distante de seus familiares vulneráveis. Quando em casa seria praticado o afastamento social destes familiares, reduzindo a exposição.

Todas estas pessoas que estivessem trabalhando, fora do grupo de risco e mais resistentes, em algum momento entrariam em contato com o vírus e produziriam anticorpos, formando então, segundo os especialistas, uma barreira protetora à progressão do vírus logo que o contágio atingisse por volta de 70% da população, o que colocaria fim a epidemia.

Segundo o site: https://www.worldometers.info/coronavirus/ em 10/04/2020, a Coreia do Sul, país de clima frio, que não aplica a quarentena radical que vem sendo feita aqui no Brasil apresenta 4 mortes por cada 1 milhão de habitantes, enquanto em nosso país, mesmo com quarentena, estamos com 5 mortes por cada milhão. A principal tática dos coreanos, que inclui o uso de máscaras e o distanciamento social, tem sido a aplicação em massa de testes para identificar as áreas de risco, sem paralisar as atividades das pessoas. Mas aqui não se percebe nenhum movimento para aprender suas lições.

A quarentena horizontal brasileira em curso dirigida a maioria da população e largamente divulgada pela maior parte da grande mídia, governadores e prefeitos pode lamentavelmente estar trazendo o efeito inverso do esperado.

Raimundo Oliveira
Cientista Social

 

Publicado em Opinião | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

A pandemia Coronavírus e outras formas de abordagem

Os dados a seguir de coronavírus coletados do relatório nº 75 da Organização Mundial de Saúde de 04/04/2020 e os dados de população do Banco Mundial, estão aqui apresentados com o objetivo de demonstrar que apesar do Brasil ter decidido seguir o recomendado pela OMS e pelos principais países europeus impactados pelo Coronavírus, os resultados de casos e mortes no Brasil são semelhantes aos de países que não aderiram a recomendação da OMS, ou seja, que decidiram por tratar a pandemia de forma diferente de acordo com as características locais. Não paralisaram as atividades de todos os setores e não causaram um dano devastador a economia dos respectivos países. Preferiram, por exemplo, paralisar temporariamente atividades que geram intensa concentração de pessoas, como competições esportivas, espetáculos, cinemas e teatros, mas mantiveram a maioria das demais, mas com fortes recomendações de controle.

analise coronavirus
Continuar lendo

Publicado em Opinião | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Coronavírus e outras formas de lidar com a situação

coronavirus2Mandetta está fazendo um bom trabalho na parte técnica, de esclarecimento, de distribuição de equipamentos e recursos? Sim está. Sem dúvida! E nos cuidados e recomendações de proteção as populações das diferentes regiões do país? Em minha opinião não está.

Nosso país é grande como um continente, com diferentes climas e perfil populacional. Portanto, há diferentes formas de se abordar a proliferação do vírus chinês. Em aproximadamente 5200 municípios do país não há casos confirmados. Então por que nestes locais as pessoas não estão trabalhando normalmente e usando máscaras em locais onde há aglomerações? Já os idosos e doentes, estes deveriam usar máscaras sempre que próximos a outras pessoas. Por que paralisar a economia e junto com isso a saúde das pessoas? Isso também gera miséria, doenças e caos!

Continuar lendo

Publicado em Opinião | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Coronavírus – arma potente contra o capitalismo

coronavirusEnquanto a quarentena radical estiver sendo praticada aqui no Brasil e toda cadeia produtiva estiver sendo destruída, situações absurdas, como desemprego em massa e de intervenção do Estado na economia se tornarão a regra. Já estão até com projeto para suspender o pagamento de alugueis, mesmo para aqueles que dependem disso para sobreviver. Só estão começando. Ninguém garante que a quarentena que está sendo praticada funcionará. Há especialistas sem voz que defendem outra abordagem, ou seja, precisamos proteger os vulneráveis e os demais devem trabalhar com algum grau de proteção, pois somente quando a maioria da população gerar anticorpos a epidemia terá fim. Se nos escondermos vamos postergar o fim. Mas um detalhe é inevitável. Se as empresas quebrarem e a economia for destruída, o número de mortes será ainda maior. Muito maior. Continuar lendo

Publicado em Opinião | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Mudanças climáticas. Uma reflexão crítica.

solA ONU através de seu programa das Nações Unidas para o meio ambiente, em conjunto com o IPCC (Intergovernmental Panel on Climate Change), organização também composta por membros da ONU, vem desde a década de 1980 divulgando informações alarmistas sobre os riscos do aquecimento global, fenômeno este que estaria sendo provocado e acelerado pelas atividades humanas no planeta. Segundo estas organizações a humanidade deve adotar práticas sustentáveis em sua relação com o meio ambiente para evitar um desequilíbrio climático catastrófico de consequências imprevisíveis e que poderia ameaçar a vida no planeta como a conhecemos.

O acordo climático de Paris de 2015 estabeleceu o objetivo de manter o aquecimento global abaixo de 2ºC até 2100, quando comparado com os níveis pré-industriais, porém esforços adicionais devem ser realizados para que o aumento seja ainda menor e fique abaixo de 1,5ºC. O nível pré-industrial considerado pelo IPCC foi a média verificada entre 1850 e 1900, embora saibamos que a revolução industrial se iniciou por volta de 1750. Continuar lendo

Publicado em Meio Ambiente | Marcado com , , , | Deixe um comentário

O Brasil em transformação

economiaEsta semana estive observando as análises de alguns analistas financeiros e percebi como estão animados com a queda dos juros, e com as reformas estruturais em curso rumo a uma economia mais competitiva e inovadora. A geração de mais de 700 mil empregos nos nove primeiros meses de governo é por si só um forte sinal de recuperação. Estão claramente animados com entrada de novos investidores e com a guinada liberal na economia que está se formando e ganhando cada vez mais impulso.

De minha parte estava convicto que nossa economia reagiria assim tão logo vi Paulo Guedes e cia no time de Bolsonaro durante a campanha presidencial. As atribulações midiáticas, políticas e ideológicas que estão ocorrendo são até normais em uma sociedade dominada pelo socialismo ou por seus conceitos retrógados em prática por mais de 20 anos. Algumas vezes daremos três passos a frente e um para trás, mas continuaremos avançando. O sistema velho e apodrecido vigente, firmemente infiltrado na sociedade, na mídia e instituições não quer morrer e lutará com tudo que tem para ficar.

Continuar lendo

Publicado em Opinião | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Discurso do presidente Jair Bolsonaro na abertura da 74ª Assembleia Geral das Nações Unidas – Nova York, 24 de setembro de 2019

Jair Bolsonaro

Senhor presidente da Assembleia Geral, Tijjani Muhammad-Bande;

Senhor secretário-geral da ONU, António Guterres;

Chefes de estado, de governo e de delegação;

Senhoras e senhores,

Apresento aos senhores um novo Brasil, que ressurge depois de estar à beira do socialismo.

Um Brasil que está sendo reconstruído a partir dos anseios e dos ideais de seu povo.

No meu governo, o Brasil vem trabalhando para reconquistar a confiança do mundo, diminuindo o desemprego, a violência e o risco para os negócios, por meio da desburocratização, da desregulamentação e, em especial, pelo exemplo.

Meu país esteve muito próximo do socialismo, o que nos colocou numa situação de corrupção generalizada, grave recessão econômica, altas taxas de criminalidade e de ataques ininterruptos aos valores familiares e religiosos que formam nossas tradições. Continuar lendo

Publicado em Politica internacional | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Movimento contra Acordo UE e Mercosul

LiberationO movimento esquerdista brasileiro trabalha incansavelmente para prejudicar o desenvolvimento e a estabilidade do país. Segundo o jornal francês Libération diversos representantes de organizações sindicais, partidos políticos, movimentos sociais, deputados, todos brasileiros e franceses, firmaram e publicaram um texto em 27/07 passado em que solicitam ao governante francês, presidente Macron, que não assine o acordo de livre comércio entre Mercosul e União Europeia. Segundo o texto, o acordo causará uma série de problemas, entre eles, sérios danos ao desenvolvimento econômico e social brasileiro e dos demais países envolvidos da América Latina, provocará o aumento da emissão de CO2, e que assim, o acordo de Paris relativo ao clima não será respeitado. O texto também menciona que a entrada em vigor do acordo de livre comércio ampliará a destruição do meio ambiente, a morte de pessoas e possibilitará o surgimento da escravidão. Continuar lendo

Publicado em Política Nacional | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Brasil: Oito reformas básicas para seguir adiante

brazil2O novo governo eleito em 2018, declaradamente à direita do espectro político brasileiro, está claramente atuando para modernizar e abrir a economia. Até aqui as ações já apresentam um cenário positivo entre os investidores, depois de 23 anos de governos de centro-esquerda e socialistas, que comprovadamente desnutriram criminosamente a economia brasileira. Um dos exemplos da destruição foi a liberação de empréstimos de longo prazo, boa parte classificados como secretos durante o governo Dilma, de cerca de 500 bilhões de reais por parte do BNDES para empresas escolhidas a dedo pelos petistas e também para governos estrangeiros esquerdistas, com juros entre 4 e 6% ficando o Tesouro Nacional encarregado de pagar estes mesmos 500 bilhões aos bancos com juros médios de 14%. A diferença negativa de juros e eventuais calotes dos tomadores de empréstimos evidentemente está sendo paga pelo contribuinte brasileiro. Se pelo menos estes valores tivessem sido aplicados no próprio país teria havido desenvolvimento nacional e a geração de milhões de empregos, mas a realidade do que aconteceu todos nós já sabemos. Os empregos foram gerados no exterior. Estamos com a economia ainda estagnada e oficialmente com 13 milhões de desempregados, mas que na realidade pode ser mais de vinte milhões, uma vez que as estatísticas não consideram quem está subempregado, ou quem já desistiu de procurar trabalho.

Continuar lendo

Publicado em Opinião, Política Nacional | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Bolsonaro, pare de dar bom dia a cavalo

A exposição excessiva do presidente Bolsonaro as mídias finalmente renderam os frutos que a mídia esquerdista e os partidos de extrema esquerda esperavam. De tanto falar e comentar sem necessidade sobre assuntos polêmicos e já superados, cometeu o erro de se envolver em mais uma discussão desnecessária. Dessa vez pelos comentários inoportunos recentes de que contaria ao Felipe Santa Cruz, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, de que forma seu pai teria desaparecido. Resumindo, a tática esquerdista de dar microfone ao Bolsonaro funcionou. É só ir provocando, perturbando, jogando cascas de banana, que ele escorrega e cai.

Continuar lendo

Publicado em Opinião, Política Nacional | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

O Brasil contra as forças do atraso e da corrupção

cyberwarDesde que o novo governo Bolsonaro se posicionou ao lado das potências democráticas ocidentais: Estados Unidos, União Europeia e Israel, buscando assim, o desenvolvimento nacional, alinhado com as melhores práticas da economia de mercado, com menos burocratização, corrupção, impostos extorsivos e interferência estatal, se observa que o país vem enfrentando uma onda de ataques cibernéticos que atinge setores importantes do Estado brasileiro, tais como os procuradores da lava jato, o ministro da justiça e mais recentemente a líder do governo no Congresso Nacional, a deputada Joice Hasselmann, que teve seu telefone celular clonado. Até o mesmo o Assessor Especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, Felipe Martins, denunciou as tentativas diárias de invasão de suas contas no Twitter, Facebook, Instagram e WhatsApp. E menciona que hackers chineses conseguiram invadir sua conta no Netflix e em outros serviços. Novos estranhos tempos.

Continuar lendo

Publicado em Opinião, Política Nacional | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

A República dos Bandidos

republica dos bandidosO que vimos recentemente no Congresso Nacional em 15 de maio passado, quando o ministro da educação foi convocado para justificar a pequena contingência obrigatória de 3,4% do orçamento da educação, pode ser qualificado como uma clara perseguição ao governo que se esforça por trabalhar certo.

O governo apenas adequou os gastos as receitas existentes para cumprir a lei de responsabilidade fiscal. Perfeitamente de acordo com a legislação, já que não se pode gastar mais do que se arrecada.

A convocação só foi possível porque o Centrão, insatisfeito por não estar recebendo os benefícios do tipo toma lá dá cá, se aliou a oposição esquerdista para pressionar o governo e demonstrar força. Continuar lendo

Publicado em Opinião, Política Nacional | Marcado com , , , | Deixe um comentário

A reforma da previdência e seus impactos

reforma da previdenciaSem dúvida, a reforma da previdência, é um dos maiores desafios do governo Bolsonaro. É muito importante obter a aprovação do projeto, lá no Congresso Nacional, ainda no 1º semestre deste ano e obter uma economia de cerca de R$ 1,2 trilhão em 10 anos. Atualmente a previdência está com enorme déficit. Fechou o ano de 2018 devedor em R$ 290 bilhões, que é o resultado somado das previdências do setor privado, dos servidores públicos da união e dos militares, devendo ultrapassar em dezembro de 2019 a incrível marca de R$ 300 bilhões, se nada for feito. Continuar lendo

Publicado em Opinião, Política Nacional | Marcado com , , | Deixe um comentário

Calha Norte: Ponto fraco da integridade territorial

AmazoniaA radicalização do regime de Maduro rumo a ditadura comunista reforça, aqui do lado brasileiro, a necessidade de uma atenção especial à calha norte, ou seja, toda aquela imensa região amazônica ao norte dos rios Solimões e Amazonas que faz fronteira com diversos países, tais como, Colômbia, Venezuela, Suriname, Guiana e Guiana francesa e que pode ser utilizada para atividades criminosas, ou outras que afetem os interesses nacionais.

Toda esta região, escassamente povoada e riquíssima em recursos naturais inexplorados, além da exuberante fauna e flora de valor incalculável, tem despertado o interesse de governos estrangeiros, das Nações Unidas e de organizações não governamentais; interesses estes não somente de natureza ambiental, mas também de proteção dos povos indígenas. Continuar lendo

Publicado em Opinião, Política Nacional | Marcado com , , | Deixe um comentário

Venezuela: Um novo regime comunista em fase final de formação

Maduro_socialismoAo bloquear a entrada de ajuda humanitária com o argumento de que está evitando uma interferência externa no país, Maduro apenas aproveita a oportunidade para aprofundar o controle e caminhar rapidamente para a ditadura total. Ditadores não dão ponto sem nó, sempre criam inimigos e crises, mesmo que artificiais, para justificar ações que lhes permitam concentrar mais poder. Alguns morrerão, sim claro, mas isso faz parte de qualquer processo de comunização. Na visão dos comunistas alguns deverão ser reeducados, doutrinados e outros que ousarem reagir serão descartados, eliminados. Continuar lendo

Publicado em Politica internacional | Marcado com , , , | 1 Comentário

O Povo e a função do Estado

ReaganEm 06/02/1911 nascia Ronald Reagan, um dos mais fantásticos presidentes norte-americanos e o principal responsável pelo desmoronamento do maligno império socialista soviético, que naquela época já vinha se auto implodindo, vitimado por suas próprias contradições. Reagan ao final do seu segundo mandato, em janeiro 1989, explicou em poucas palavras, com uma clareza impressionante, dignas de um autêntico Estadista, porque entrou para a política e qual é a obrigação do Estado em relação ao Povo. O vídeo de seu pronunciamento de pouco mais de 1 minuto, conforme link no final do artigo, demonstra porque nós, o Povo, devemos estar atentos ao excesso de impostos e regulamentações e qual a verdadeira função do Estado. Continuar lendo

Publicado em Opinião, Política Nacional | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Mensagem ao Congresso Nacional 2019

2000px-Coat_of_arms_of_Brazil.svgO presidente da República enviou em 04/02/2019 importante mensagem ao Congresso Nacional apresentando sua reflexão sobre a situação social, política e econômica do Brasil. Trata-se de documento de enorme importância uma vez que ratifica seu posicionamento ao longo da campanha eleitoral, bem como reforça a determinação de seu governo de transformar o país para melhor seguindo uma orientação baseada no liberalismo econômico, na proteção das famílias e no resgate da identidade cultural de nosso povo, tão duramente sabotado durante os governos de orientação socialista. Vale destacar sua determinação no combate incansável aos criminosos que tem dizimado mais de 63 mil pessoas por ano, impunentemente. Logo a seguir está o texto da apresentação inicial do presidente. No final haverá links onde se pode verificar as informações mais específicas do panorama atual e dos planos gerais de governo por setor, destacadamente para as áreas de Economia, Infraestrutura, Social e Cidadania, Gestão Pública, Comércio Exterior, Cooperação Internacional, Segurança, Defesa, entre outros. Continuar lendo

Publicado em Política Nacional | Marcado com , , , | Deixe um comentário

A reação conservadora

keep rightPor Helga Maria Saboia Bezerra

Tenho visto uma enorme quantidade de estrangeiros nas redes sociais falando positivamente do novo presidente brasileiro e pedindo para o próprio país “um Bolsonaro”. Argentinos, irlandeses, espanhóis, franceses, alemães, venezuelanos… até o vídeo do Bolsonaro discutindo com a Maria do Rosário está circulando com legendas em espanhol. Os homens tão maltratados aqui na Espanha pela Lei de Violência de Gênero, que coloca o homem como culpado ‘a priori’, em qualquer caso de violência doméstica e todas as pessoas cansadas das feministas, aplaudem vivamente. Continuar lendo

Publicado em Opinião, Política Nacional, Politica internacional | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Com Maduro a Venezuela aprofunda a crise

grupo de limaO governo brasileiro não reconhece o atual presidente da Venezuela Nicolás Maduro que recentemente assumiu o poder para mais um mandato presidencial. Segundo o governo brasileiro, representado pelo Ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo, o governo venezuelano é ilegítimo, posição que já havia sido previamente definida caso ele assumisse o posto, conforme comunicado conjunto emitido pelo Grupo de Lima em 4 de janeiro deste ano, grupo formado por países que pedem a saída de Maduro e a convocação de eleições para o país. Em maio de 2018 o processo eleitoral Venezuelano foi conduzido de maneira não democrática, ao impedir que a oposição participasse plenamente, bem como contasse com observadores internacionais independentes. Continuar lendo

Publicado em Politica internacional | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

O Brasil e o Pacto Mundial da Migração

global compactEm 10 e 11 de dezembro passado, na cidade de Marrakesh, no Marrocos, o Brasil participou da Conferência Intergovernamental organizada pela Organização das Nações Unidas – ONU, na qual esteve representada pelo então ministro das relações exteriores Aloysio Nunes. A conferência foi organizada para que os países participantes aprovassem o documento relativo ao Pacto Mundial para Migração Segura Ordenada e Regular. O Brasil aprovou o documento, dessa forma, reconhecemos oficialmente, assim como mais de 160 países, que as migrações humanas passam a se constituir em direitos humanos e, portanto, nos comprometemos a cooperar ativamente para que a migração funcione para todos. Neste pacto o Brasil admite que nenhum Estado pode abordar o tema migração de forma unilateral. Esta admissão, embora o Sr. Aloysio diga que não, subordina nossas leis, com relação a este tema, as decisões conjuntas dos demais Estados membros que assinaram o compromisso. Continuar lendo

Publicado em Opinião | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Brasil se afasta das experiências socialistas

Bolsonaro foi destaque das notícias do site conservador americano Breitbart News, link no final do artigo, que destacou a importância do presidente eleito e de seu partido no combate não só ao comunismo, mas como também no combate a sua versão light, o socialismo, cujas concepções deformadas de democracia baseadas na eliminação de qualquer tipo de oposição, corrupção e incompetência na gestão pública provocou e tem provocado severos danos aos povos latinos americanos, que somente a custa de muita pobreza e desorganização começaram a compreender a falsidade de ideologias totalitárias baseadas no populismo e na mentira que não são capazes de proporcionar desenvolvimento econômico e social sustentável, mas ainda pior, são capazes de destruir a estrutura cultural e social dos países para implantar uma visão de mundo deturpada que facilite seu projeto de poder ditatorial. Continuar lendo

Publicado em Opinião, Política Nacional | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Bolsonaro e um breve registro de porque ele chegou a presidência

BolsonaroJair Bolsonaro, presidente eleito pelo Partido Social Liberal – PSL, é o representante inquestionável e legítimo da silenciosa direita brasileira que estava praticamente desaparecida e desprovida de representação política desde a extinção da União Democrática Nacional – UDN em 1965. Desde o fim do Regime militar em 1984, até os dias atuais, por 34 anos, somente tivemos governos de centro, centro-esquerda e extrema esquerda. A direita brasileira ressurgiu politicamente a partir dos movimentos populares de rua em 2014, 2015 e 2016 em apoio a Operação Lava Jato e em oposição as ações irresponsáveis do governo da extrema esquerda petista de Dilma Rousseff.

Em março de 2014, a Operação Lava Jato desencadeada pela Polícia Federal começava a revelar de maneira inquestionável a corrupção petista que havia desviado verbas bilionárias da Petrobrás para o PT (Partido dos Trabalhadores) e seus sócios políticos e Continuar lendo

Publicado em Política Nacional | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Imunização Cognitiva

cerebro-cego-1Reproduzo aqui no blog um artigo muito interessante produzido pelo cartunista, escritor e palestrante, Luciano Pires. A fonte original pode ser encontrada no final da publicação. Em seu texto ele explica como as pessoas ao longo de toda a história da humanidade, mesmo diante das mais claras evidências de perigo e risco, continuam seguindo líderes visionários, malucos ou apenas desonestos, se recusando a enxergar a verdade, mesmo que esta esteja diante de seus olhos. O que ele explica pode ser perfeitamente atribuído, por exemplo, aquele grupo de pessoas que se envolvem com seitas religiosas radicais e inescrupulosas, lideradas por pessoas sem caráter, ou ainda, que se deixam envolver por partidos políticos radicais, falsos, desleais, manipuladores e que já falharam nas oportunidades que tiveram e deram mostras de suas ações criminosas. No entanto, apesar das claras evidências de desonestidade é comum que grupos enormes de pessoas continuem se mantendo fieis a estas lideranças nocivas. Mencionei como exemplos a religião e a política, mas isso pode se manifestar nos mais variados campos da atividade humana. Continuar lendo

Publicado em educação | Marcado com , , | Deixe um comentário

Jair Bolsonaro – A correção do rumo e do futuro do país

Bolsonaro2Mais uma vez o país está mobilizado para eleger o presidente da República. Estamos provavelmente diante da disputa presidencial mais importante da história do país. Contra todos os prognósticos do senso comum que aguardavam a vitória de Bolsonaro logo no primeiro turno, mas surpreendentemente haverá um segundo turno, e tudo isso em meio a inúmeras denúncias de fraudes eleitorais, muitas delas registradas na polícia. Eleitores de diversas partes do país se queixaram nas redes sociais que o sistema da urna eletrônica não permitia votar no candidato Bolsonaro e que era difícil demonstrar a falha. Como o voto é secreto, os mesários e até a polícia não podiam acessar a cabine eletrônica para constatar as ocorrências, causando muita discussão e confusão. Continuar lendo

Publicado em Política Nacional | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Na contramão da justiça

Na tarde de ontem, 22/03, o STF – supremo tribunal federal, em letras minúsculas mesmo!

justiçaFonte: http://xiitadainclusao.blogspot.com.br

Melhor não pode! Decidiu conforme previsto, acatar a análise do HC – Habeas Corpus do ex-presidente Lula. Nem sei se ele é digno de ser tratado assim! Dos 11 juízes apenas quatro deles foram contra analisar o HC: Fachin, Fux, Barroso e Carmem Lúcia. E não poderia analisar mesmo, por uma série de razões, principalmente porque o HC já havia sido rejeitado por unanimidade pelo STJ – Superior Tribunal de Justiça. Todos foram contra! Entenderam que com base na decisão do STF em 2016, já havia a jurisprudência estabelecida de que após condenação em segunda instancia o réu já pode iniciar cumprimento de pena. Portanto, somente se justificaria uma análise do STF se tivesse ocorrido um flagrante abuso de autoridade por parte dos juízes que se detiveram no caso, ou algo grave que justificasse a interferência da mais alta corte. Continuar lendo

Publicado em Opinião, Política Nacional | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário